I Encontro

I Encontro Brasileiro de Pessoas que Gaguejam


A Associação Brasileira de Gagueira (Abra Gagueira) e a Universidade Veiga de Almeida (UVA), no Rio de Janeiro, realizaram no dia 18 de outubro de 2008 o I Encontro Brasileiro de Pessoas que Gaguejam. O evento reuniu mais de 200 pessoas de todo Brasil e foi uma das ações do Dia Internacional de Atenção à Gagueira.

Além das pessoas que gaguejam, o encontro reuniu familiares, profissionais e estudantes da área. O objetivo principal do Encontro foi comemorar o Dia Internacional de Atenção à Gagueira através da integração e discussão dos assuntos mais relevantes para as pessoas com gagueira.

A programação foi bem completa e vários temas foram abordados ao longo do dia. Na parte da manhã, os assuntos discutidos foram a atualizações sobre avaliação da gagueira, com a fonoaudióloga Mônica Britto Pereira e atualização sobre terapia de gagueira com as fonos Silvia Friedman e Fabíola Juste.

O período vespertino foi mais reservado as atividades envolvendo as pessoas com gagueira. Às 13h30 foi escrito um manifesto.

Após o ato, os presentes participaram de uma mesa redonda sobre a importância e evolução dos grupos de apoio para as pessoas com gagueira existentes nos estados do Rio de Janeiro, Natal e São Paulo. Atualmente várias cidades do Brasil já possuem grupos de gagueira. Esses encontros acontecem pelo menos uma vez por mês e são comandados por fonoaudiólogos, psicólogos ou pessoas que gaguejam. A intenção é realizar um trabalho em conjunto através da troca de experiências.

"O grupo de apoio é um importante espaço para troca de experiências entre as pessoas que gaguejam e tem trazido excelentes benefícios a todos os seus participantes", comentou a fonoaudióloga Eliane Regina Carrasco, vice-presidente da Abra Gagueira e coordenadora do grupo de apoio da cidade de São Paulo.

O que as pessoas que gaguejam estão fazendo para mudar a sociedade, preconceitos enfrentados pelos gagos, orientação jurídica e diferentes linhas de tratamento também foram assuntos discutidos no encontro.

O documentário "Gagueira não tem graça. Tem tratamento", produzido pelos jornalistas Leonardo Lisboa, Maurício Júnior e Patrícia Barros, da Universidade Católica de Pernambuco, foi lançado e apresentado no encontro. Na ocasião, Maurício Júnior, um dos autores e portador da gagueira, contou um pouco da sua história e do desafio de produzir um vídeo sobre o tema.

"Esperamos que este seja apenas o início de um grande movimento de integração, discussão e conscientização dos direitos das pessoas que gaguejam" finalizou a presidente da Abra Gagueira, Daniela Verônica Zackiewicz.

Programação


Data: 18 de outubro de 2008

Horário: das 8h30min às 18h

Local: Auditório da Universidade Veiga de Almeida - Campus Tijuca - Rio de Janeiro

Evento Gratuito!

ORGANIZAÇÃO

UVA - Universidade Veiga de Almeida

ABRA GAGUEIRA - Associação Brasileira de Gagueira

PATROCÍNIO

Microssom

PROGRAMAÇÃO

8h30min

Café da manhã e abertura

9h às 10h

Atualização sobre avaliação da gagueira

Dra. Mônica Britto Pereira

10h às 11h

Atualização sobre terapia de gagueira

Dra. Silvia Friedman

11h às 12h

Atualização sobre terapia de gagueira

Dra. Fabíola Juste

13h30min

Manifesto

14h

Mesa-redonda sobre Grupos de Apoio para Pessoas que Gaguejam

15h

Coffee Break

15h30min

O que as pessoas que gaguejam estão fazendo para mudar a sociedade

16h30min

Preconceito na gagueira - depoimentos, orientação jurídica para a gagueira e vídeo

17h

Tratamento da gagueira - experiências pessoais em diferentes linhas terapêuticas

18h

Encerramento

Leia os depoimentos dos participantes


"Primeiramente Parabéns pelo evento que foi brilhante!!!!!!!!!!!!

Fiquei muito feliz com tudo que ví e ouvi no Sábado!

No ùltimo depoimento fui lá para trás do auditório e tive uma cena emocionante!!!!!!!!

Várias pessoas que estavam no auditório se emocionando com o último depoimento dado...Vc poderia me enviar o email dela?

Foi uma lição a todos!!!!

Bjs

Parabéns Novamente a todos da Abragagueira envolvidos!"

(C.G.C.)

"Primeiro quero agradecer esses momentos maravilhosos que passamos juntas, e saber que pessoas como vc faz uma grande diferença na sociedade, parabéns o seu trabalho é lindo. Não tenho palavras pra expressar o meu sentimento e o quanto isso foi enriquecedor na minha vida, profissional e social. Tudo de bom pra vocês. Um grande beijo."

(I.)

"Eu já soube que o evento foi maravilhoso, parabéns! É disso que nós precisamos, seriedade, bj"

(CRFA)

"Meu nome é H, sou casado e tenho 34 anos. Participei do 1.o

Encontro de Pessoas que Gaguejam, e para mim foi uma experiência única, cheia de emoções e bastante motivadora.

Como também tenho gagueira, fiquei muito feliz em saber que existem pessoas que se importam com a nossa patologia e estão do nosso lado nesta luta diária.

Mais uma vez parabenizo a iniciativa. O depoimento da jovem foi um desabafo de todos nós, e tenho certeza de que o que ela relatou já foi vivenciado por muitos outros gagos. Para mim fechou o evento com chave de ouro.

Muito obrigado pela atenção dispensada - não só para ler este e-mail, não só para organizar o evento, mas pela boa vontade de querer ajudar pessoas que tem gagueira."

(HFC)

"Nosso encontro foi realmente maravilhoso. Excepcional!!

Não paro de comentar sobre o evento com todos daqui.

E ainda me emociono quando lembro dos depoimentos ....

Adorei conhecer todos vocês pessoalmente e todos tem agora um cantinho no meu coração !!

E acho que a Rafaela está certa: somos mesmo agora uma grande familia ... uma familia baseada em nossos ideais. E laços assim não se partem !!!"

(ERC)

"Gostaria de dizer que foi tudo muito bom e nesse momento lendo algumas mensagens que vocês receberam por e-mail cheguei a me emocionar. É muito bonito ver que estamos no caminho certo e que, enfim, após longos anos o tema está sendo discutido.

Foi um prazer enorme conhecer e faço das palavras de Rafaela as minhas. Agora somos uma família. E tenho certeza que os próximos encontros serão grandiosos.

Esse foi demais!!!!!!! Muito bom. Um dos melhores dias que já vivi na minha vida. Ouvir relatos como o de Tine, Wladimir e Rafaela não tem palavras.

Abraços!"

(MJ)

Nome:      Email:      


Copyright © 2005/2017. Associação Brasileira de Gagueira - ABRA GAGUEIRA

powered by
ID360 NM