Fórum Online

Fórum Online


Através do Fórum Online você pode participar das discussões e projetos da ABRA GAGUEIRA.

Escolha um dos fóruns abertos e escreva a sua opinião sobre os temas sugeridos, faça perguntas, tire suas dúvidas e proponha novas discussões.

A ABRA GAGUEIRA não se responsabiliza pelo conteúdo das mensagens postadas nos fóruns e reserva-se o direito de excluir mensagens consideradas impróprias aos seus objetivos.


Você é o cara (Encontros Nacionais)

sábado, 22 de outubro de 2011


Carlos Alberto Carvalho Filho fala sobre seu livro Você é o Cara.

A minha história começou há 40 anos, quando eu tinha 5 anos, em julho, na cidade de Porto Alegre. Ele me deixou no carro, que estava ligado, e abriu o portão. Enquanto isso, um homem encapuzado entrou no carro e saiu comigo dentro, talvez o primeiro caso de sequestro do Rio Grande do Sul. Após este episódio, senti que comecei a ficar gago.

Durante minha adolescência, meus colegas de escola me colocaram apelidos. Eu não me aceitava, lia muito e falava pouco. Mesmo passando por terapia, eu queria ser totalmente fluente.

Durante a época do vestibular, ao decidir entre Ciências humanas ou exatas, pesei em qual área eu tinha que falar mais, mas fui covarde e escolhi Engenharia civil, cursei e me formei. No outro dia, quando me dei conta da minha profissão, disse para mim mesmo que não tinha vocação para isso. Chamei meus pais e confessei que não seguiria a carreira na engenharia e sim vendedor.

Tinha uma vaga de vendas na Xerox, mesmo que eles quisessem me dar a vaga de engenheiro, insisti para ser vendedor. Naquele ano, fiz do limão uma limonada. Vendia máquinas da empresa de porta em porta. Durante muito tempo, a primeira visita que fazia era vender em açougues, mesmo sabendo que eles não comprariam, usava como laboratório para falar, mesmo gaguejando e ia para outras empresas realmente interessadas em comprar o meu produto.

O treino é importante, se você tem o dom e sabe, pratique. Eu sou gago e falo fluente. A meta de nós, gagos, é sermos fluentes na medida que podemos ser. O fundamental não é falar e sim comunicar.

Na vida, o segredo do êxito está nas pequenas coisas, enxergar os detalhes e aproveitá-los. Aproveitar coisas boas que todos nós temos e ainda fazer disso uma marca pessoal.

Ponto forte é a obtenção de um desempenho estável em alto nível, quase perfeito, constante e em determinada atividade, ou seja, manter a excelência.

Ser gago não é ser menor, é ser diferente. Na vida, cada vez mais, quem é diferente tem diversas vantagens. Utilize as deficiências para enaltecer seus dons. Para descobri-los, é preciso ter auto-conhecimento.

Não basta saber e ter habilidade, é necessário querer.

Nós somos únicos, inimitáveis e irrepetíveis.




Comentários (2):
10/12/2014
17h31min
Isaac (Isaac)
DRa. Sandra Merlon, eu li uma frase assim : Eu sou gago e falo fluente. Como faco pra entender isso? Agradeco desde jà a es plicacao.
06/11/2014
21h42min
ISAAC DIAS (ISAAC DIAS)
OLA, PESSOAL GOSTEI DE LER A HISTORIA DO ,ENG. CARLOS ALBERTO FILHO ,CONTANDO DA SUA PROPRIA GAGUEIRA. AGORA VOU DAR UM JEITO DE LER ESTE LIVRO DELE COM O TITULO , VOCE È O CARA. AQUI EM CURITIBA JA TEM ESTE LIVRO NA BIBLIOTECA PÙBLICA?



Comentar PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E ENVIE A SUA MENSAGEM PARA COMENTAR ESTE TÓPICO
NOME: E-MAIL:
MENSAGEM:

Qualificação QUALIFICAÇÃO
 Média Atual:
3.0
PéssimoRuimRegularBomExcelente
selecione
Links Relacionados LINKS RELACIONADOS (Encontros Nacionais)
- Grupo de Apoio - experiências
- Aplicação de novas tecnologias no tratamento da gagueira em adolescentes e adultos
- A gagueira sob uma perspectiva linguístico-discursiva
- Estratégias de promoção da fluência
- Gagueira: atualizações

Nome:      Email:      


Copyright © 2005/2017. Associação Brasileira de Gagueira - ABRA GAGUEIRA

powered by
ID360 NM